The JangleBox

Indie, Noise, Shoegaze… Music

Carpete Florido: Meus Heróis (2010)

En Brasil se realizan muchas más músicas además de la samba y la bossa, y la prueba la encontramos en que esta misma semana le hemos dedicado dos posts a bandas brasileras, el hecho de que hay multitud de blogs escritos en lengua portuguesa y que los sellos y los grupos están proliferando. Además de Lê Almeida, hoy le dedicamos el espacio a Carpete Florido, el combo de Evandro Fernandez, surgido en 2007 como un proyecto unipersonal al que se le han ido uniendo músicos hasta dar con la formación actual. Producidos por Lê Almeida, Carpete Florido guardan muchas semejanzas con aquellos (además de compartir músicos): el gusto por el Lo-Fi de Guided by Voices o Pavement (Venha ver, Roque Novo, Em algum lugar melhor); la pasión por la melodía elaborada de TFC (Nova diferente, Insano), y las guitarras con mala leche de The Pixies (Cançoes antigas, Mundo perfeito). Su Ep consta de ocho temas, y en él encontramos una buena variedad de ritmos y temáticas. Recomendable.

Carpete Florido – Meus Heróis (2010)

“Formada por 4 amigos que compartilham de uma mesma afinidade melódica, a Carpete Florido desemboca grandes ondas de guitarras distorcidas e vocais bem elaborados em Meus Heróis — 1° EP, lançado via Transfusão Noise Records e produzido por Lê Almeida e Paulo Casaes. As gravações, realizadas entre 2009 e 2010 no quintal do Lê, foram todas feitas em fita K7, através de um porta-estúdio Tascam.
Diferente do primeiro registro da banda, o compacto Estelar, no novo disquinho as canções deixam de ser lentas, quase arrastadas, e se tornam pequenas pérolas roqueiras com descolado apego indie 90s.
Inicialmente como um projeto solo de Evandro Fernandez, a Carpete Florido ganhou forma como banda em meados de 2007, sempre com algumas mudanças na formação. Em 2009 lançaram o compacto de estréia, com 4 faixas e contando com Bigú Medine (baixo), Leonardo Maciel (guitarra e backings) e Lê Almeida (bateria), além de Evandro nas guitarras e vocais. Leonardo deixou o grupo durante as gravações, sendo substituído por João Casaes (Fujimo) após o lançamento. Com essa formação, a Carpete fez diversas apresentações pelo Rio de Janeiro, passando por algumas festas como Cabaré Veneno / Estúdio B, Cine Lapa e 26 Primaveras. Nessa mesma época a banda começou a gravar o EP Meus Heróis.  Nas 8 canções de Meus Heróis, o tema auto-referencial amigos é quase dominante. “Venha Ver” versa sobre algum tipo de sintonia entre poesia e pessoas iluminadas; “Roque Novo” fala de erros, acertos e toda a tentativa monótona de seguir de modo correto; “Em Algum Lugar Melhor” é sobre um bom desejo a um bom amigo em sua passagem; “Nova Diferente” aborda a dificuldade de se relacionar de modo natural; “Canções Antigas” retrata a felicidade de se viajar em bons filmes e discos; “Mundo Perfeito” fala de um mundo que realmente só fica localizado nos sonhos; “Insano” faz menção à insanidade até mesmo vampiresca que alguns seres possuem; e “Meus Heróis” contempla as amizades mágicas que ficam fixadas no lado bom da mente. Das influências destacadas em Meus Heróis, sobressaem as guitarras do Pixies, as melodias do Beulah e a empolgação roqueira do The Who” (transfusaonoiserecords.blogspot.com)

MySpace / Descarga-Download

12 noviembre, 2010 Posted by | Carpete Florido | Deja un comentario

   

A %d blogueros les gusta esto: